top of page
DSC03104-2.jpg

O que você pode aprender com atletas para ter sucesso na carreira profissional

Atualizado: 9 de ago. de 2021

Eu confesso: Eu adoro as Olimpíadas.


Não só pelas modalidades esportivas, mas por saber que a vida da maioria dos atletas é muito parecida com a vida profissional que escolhi para mim.


Atletas lidam bem com o desafio, sentem dor, recebem ordem e nem sempre são reconhecidos. Mas a maioria deles são felizes, por que sentem prazeres nas modalidades esportivas que escolheram para eles e não enxergam todo este esforço como um trabalho, e sim, como uma realização pessoal.


Mas não adianta só amar o que faz, e não ter uma recompensa por isso, não é? E esta recompensa se chama sucesso.


Então vamos lá conhecer as lições que você pode aprender com os atletas, para ter sucesso na sua carreira profissional.



  • Faça movimentos perfeitos

gif

Perfeição.


Não importa qual é o esporte, mas todos os atletas executam os exercícios com muita precisão nos movimentos, e, não há outra palavra para descrever esta habilidade que não seja perfeição.


Sabemos que não é uma questão de dom, e sim, de treinamento e paixão.


Esta receita garante que os movimentos realizados sejam soltos e fluídos, trazendo perfeição a ação e reconhecimento aos atletas.


Então repita esta receita na sua vida profissional: apaixone-se e treine. Para fazer com excelência suas atividades, e executar cada movimento com muita leveza e perfeição.



  • Busque a motivação intrínseca

gif

Tem o incentivo de ganhar a medalha? Sim.

Tem o incentivo de se tornar um recordista mundial? Sim.

Tem o incentivo de se tornar um super fenômeno? Sim.

Tem o incentivo de ganhar um dinheiro significativo dos patrocinadores? Sim.


Estes são motivos plausíveis para estimular atletas a ganharem a competição. Mas podemos dizer que todos são motivações extrínseca. E com certeza não o suficiente para manter atletas motivados, afinal, quantos atletas olímpicos conseguiram atingir todos estes incentivos? Brasil registrou nas Olimpíadas 2016, no Rio de Janeiro, o total de 462 atletas. Quantos destes atletas atingiram o ápice destas conquistas?


Com esta estatística, fica nítido que, a maior motivação que possuem os atletas olímpicos (e não olímpicos também) principalmente por terem que superar a pressão psicológica, os treinamentos dolorosos e ter que abdicar de muitos prazeres, é simplesmente a motivação intrínseca, ou seja, daquela que depende exclusivamente do indivíduo e que está diretamente ligada aos seus sentimentos, gostos, prioridades e desejos.


Transferindo para o Mundo Corporativo, quando você encontra propósito no seu trabalho, que todos os seus problemas, as suas dificuldades e os seus desafios mais te motivam do que te estressam, possivelmente você atingiu a motivação intrínseca, e, com isso, você também com certeza terá uma atuação diferenciada e terá grande chance de atingir o sucesso profissional.



  • Equilibre as suas emoções


Você já parou para pensar que as pessoas envolvidas em competições de alto nível estão constantemente sendo colocadas em desgastes emocionais por que buscam resultados e conquistas a todo o momento? Estes atletas trabalham sob pressão interna, por exemplo, dos próprios colegas de equipe, do seu treinador, dos árbitros e uma pressão externa, que pode ser dos familiares, da torcida, da imprensa, e dos seus patrocinadores atrás de resultados.

Com tudo isso, difícil não ter sobrecarga emocional, não é?


Mas a maioria destes atletas conseguem transparecer que possuem uma inteligência emocional absurda. É claro que sabemos que, antes da competição, devem ter um "friozinho na barriga", o suor deve escorrer pelo corpo, o coração deve acelerar e outros sintomas físicos e emocionais devem ocorrer. Mas temos que reconhecer que a maioria destes atletas entram em cena com uma postura de vencedor e nos transmitem uma sensação de controle total das suas emoções, que, dificilmente, conseguimos dizer quem será o campeão ou a campeã, tamanho é o nível de controle.


Agora imagina você ter este comportamento diante daquela apresentação de projeto super importante? Ou durante uma discussão que envolve decisões com alto impacto? Ou naquele momento que te pressionam para entrega de um resultado. Ou naquele dia de sobrecarga de trabalho e falta de tempo para solução dos problemas. Não seria um atuação digna de um vencedor?


Mas como os atletas, muitas vezes precisamos de apoio de profissionais, sejam eles psicólogos, treinadores, terapeutas, familiares e amigos. Então eu já ressalto, se apoie nas pessoas dispostas a te ajudarem.



  • Admita quando tem que parar



Que sabedoria saber a hora de parar. Isso ocorreu nas Olimpíadas 2021, quando a atleta Simone Biles, ginasta americana desistiu de disputar a final individual de ginástica artística. A atleta de 24 anos era favorita ao ouro, mas alegou que precisava preservar sua saúde mental. E ocorre constantemente com outros atletas, seja por motivo de saúde física, financeira, questões familiares e outros diversos problemas.


Com certeza não deve ser fácil assumir que precisa parar, principalmente no auge da sua carreira, ou no meio de uma grande competição.


Mas parar NÃO SIGNIFICA DESISTIR. E sim um momento para ajustar a rota e seguir. Igual aquele momento que paramos o carro e olhamos para o GPS para checar se estamos no caminho certo.


Agora pensa no momento profissional que insistimos em profissões que não refletem a nossa paixão, ou executamos atividades sem perfeição, destruímos relações profissionais e pessoais por chateações, frustrações, falta de paciência e empatia, simplesmente por que não desejamos parar e ajustar a rota.


Enfim, o sabor de ganhar a medalha de ouro deve ser algo radiante e inesquecível, aquele tipo de emoção que sensibiliza não só o atleta, mas todos que estão em sua volta.


Agora quais foram os momentos da sua vida profissional que você vivenciou algo deste tipo? Com certeza este momento não se chamará pódio e sim Sucesso.


Gostou deste texto?

Então, me conta o que achou nos comentários e compartilhe para ajudar a espalhar essa ideia.

Kátia Regina

Executiva de RH | Apaixonada por gente, histórias e experiências | Escritora de artigos e rumo a publicação de livro(s)

Originalmente publicado em www.katiaregina.com





42 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page